Título: Os Contos de Beedle, O Bardo
Autor(a): J. K. Rowling
Editora: Rocco
Número de páginas: 108
Classificação: 3/5

Como sou uma grande fã da saga de Harry Potter, não pude deixar de ficar interessada quando descobri que realmente existia o livro "Os Contos de Beedle, O Bardo", que é citado em Relíquias da Morte. Não foi fácil achar esse livro de contos por ele ter sido publicado no ano de 2008, e depois de tanta procura foi ótima a sensação de ter ele em mãos. Esse é um livro que eu li há alguns anos, mas como gostei tanto dele na época achei que seria interessante resenhá-lo.
"Os contos foram traduzidos das runas originais pela personagem Hermione, a partir do velho exemplar herdado por ela. São cinco histórias de fadas diferentes entre si. Histórias populares para jovens bruxos e bruxas, contadas há gerações aos filhos à hora de dormir. Pouco se sabe do passado de seu autor, apenas que Beedle, o Bardo, teria nascido em Yorkshire no século XV e possuía uma longa barba; mas suas histórias foram passadas de geração em geração e têm ajudado muitos pais bruxos. Não muito diferente dos contos escritos para pequenos trouxas. Enquanto nos livros dos trouxas ela está ligada ao comportamento errado, aqui ela está associada aos heróis e às heroínas que são capazes de realizar mágicas para ajudar os outros. Só que ao mesmo tempo bruxos e bruxas descobrem que esta mesma magia pode lhes causar dificuldades e nem sempre é a solução para todos os problemas. Assim como em alguns contos de fadas, as histórias de Beedle podem assustar criancinhas, mas, por outro lado, as inspiram a serem honestas e a usarem seus poderes para o bem, algo que Dumbledore ressalta a todo momento em suas anotações.
A primeira das histórias, “O bruxo e o caldeirão saltitante”, tem como protagonista o filho de um bruxo muito bom que, após a morte do pai, decide não ajudar os outros como o pai o fazia; “A fonte da sorte” mostra a busca de três bruxas e um cavaleiro por uma fonte, cuja água concede boa sorte a todos aqueles que nela se banharem; em seguida, a mais assustadora das narrativas, “O coração peludo do mago”, sobre um velho bruxo incapaz de amar e uma donzela que em muito lembra as donzelas dos contos de fadas trouxas; antes da já conhecida “O conto dos três irmãos”, Rowling apresenta as aventuras da esperta “Babbity, a coelha, e seu toco gargalhante”. Os contos de Beedle, o Bardo comprovam mais uma vez o talento de J. K. Rowling para transportar o leitor para o seu universo mágico e único. Pegue sua vassoura, alguns galeões e vá buscar o seu!"
As crianças trouxas estão familiarizadas com histórias de conto de fadas, como a Cinderela, Branca de Neve e os Sete Anões, Bela Adormecida... E por aí vai. O que alguns não sabem é que as crianças bruxas também estão familiarizadas com alguns contos, todas as histórias são associadas aos heróis e às heroínas que são capazes de usar a magia para ajudar os outros, e ao mesmo tempo em que a magia pode ser a solução de muitos problemas, também é a causadora de outros. E o "Os Contos de Beedle, O Bardo", se tornou famoso entre os jovens bruxos e bruxas. Esse livro possui cinco histórias diferentes e cada uma tem uma moral ao final.
O Bruxo e o Caldeirão Saltitante: após a morte de seu pai, um bruxo muito ranzinza herda o seu caldeirão. Diferente de seu pai, que ajudava os vizinhos trouxas utilizando o caldeirão, o jovem bruxo nega a ajuda aos que necessitam e tomando essa atitude ele recebe uma lição.
"— Pare! Silêncio! — guinchou o bruxo, mas todos os seus poderes mágicos não conseguiam calar a panela verrugosa, que o seguiu saltitando o dia todo, zurrando e gemendo e clangorando, aonde quer que ele fosse ou o que quer que fizesse."
A Fonte da Sorte: três bruxas e um cavaleiro estão buscando por uma fonte, onde a água é mágica e concede sorte a todos que se banham nela. E durante o trajeto eles encontram com algo que irá testar seus corações.
"Uma vez por ano, entre o nascer e o pôr-do-sol do dia mais longo do ano, um único infeliz recebia a oportunidade de competir para chegar à fonte, banhar-se em suas águas e ter sorte a vida inteira."
O Coração Peludo do Mago: observando seus amigos agirem como tolos por estarem apaixonados, um mago decidiu que nunca iria apaixonar, e com isso ele utilizou a magia das artes das trevas para bloquear o seu coração contra o amor. E cinquenta anos mais tarde ele conhece uma donzela que será capaz de colocar tudo em prova.
"A jovem, por sua vez, sentiu ao mesmo tempo fascínio e repulsa pelas atenções do mago. Ela pressentiu a frieza que havia sob o calor de suas lisonjas, pois jamais conhecera um homem tão estranho e distante."
Babbitty, a Coelha, e seu Toco Gargalhante: em um reino distante um rei decidiu que somente ele poderia ter poderes mágicos, entretanto um charlatão viu isso como uma oportunidade de enriquecer e se apresentou ao palácio como um bruxo grandioso. Ele abusa da magia de Babbitty para se aproveitar do rei, e no final acaba pagando um preço enorme por isso.
"Quando os jardins se esvaziaram novamente, esgueirando-se do buraco entre as raízes do toco uma velha coelha robusta e bigoduda com uma varinha presa entre os dentes. Babbitty saiu saltando pelos jardins para muito longe, a estátua de ouro da lavadeira, que recobria o toco, durou para sempre, e nunca mais os bruxos foram perseguidos naquele reino."
O Conto dos Três Irmãos: três irmãos bruxos utilizaram a magia para construir uma ponte para atravessarem o rio. A Morte ficou furiosa por eles terem lhe roubado três vítimas, pois era comum que os viajantes se afogassem no rio. Ela presenteou cada um deles com um item mágico: a Varinha das Varinhas, a Pedra da Ressurreição e a Capa da Invisibilidade. Assim eles tentam desafiar a morte.
"Embora a Morte procurasse o terceiro irmão durante muitos anos, jamais conseguiu encontrá-lo. Somente quando atingiu uma idade avançada foi que o irmão mais moço despiu a Capa da Invisibilidade e deu-a de presente ao filho.  Acolheu, então a Morte como velha amiga e acompanhou-a de bom grado, e, iguais, partiram dessa vida."
O livro acaba sendo um complemento para a saga de Harry Potter, sendo assim eu acredito que todos os fãs da série deveriam buscar ler "Os Contos de Beedle, O Bardo". Se trata de um livro pequeno e a leitura é rápida, e as histórias estão longe de serem infantis, muito pelo contrário, algumas delas acabam sendo um pouco assustadoras e inteligentes.

Por essa ser a versão que o Dumbledore deu para Hermione, o livro está recheado de comentários dele que aprofundam as histórias. E o livro também está cheio de desenhos que complementam as histórias.


Um Comentário

  1. Ai que lindoooo você tem a toupeira dos animais fantásticos <3 muito amor! Eu já li esse livro (antes de terminar todos do hp) achei muito legal, é fininho então dá pra ler em poucas horas né? Maravilhoso ele! Amei as fotos!
    Beijos, Gi.
    Blog About Girls

    ResponderExcluir