Imagem do We Heart It
A garota batia seus dedos levemente na mesa de madeira onde ficava o computador, enquanto ficava olhando fixamente para a tela apenas esperando para que ele a mandasse uma mensagem. Já estava ficando impaciente com aquela situação, depois de terem tido uma conversa agradável dias anteriores ainda não havia nenhum sinal dele. Aquilo era simplesmente angustiante, e para piorar a situação tinha recebido o conselho de suas amigas de que deveria esperar pelo garoto dar o primeiro passo.

Mas que grande bobagem.

Tinham se dado tão bem quando haviam se conhecido e agora tinha que esperar um tempo para iniciar uma simples conversa? Simplesmente aquilo não fazia nenhum sentido na cabeça da garota, afinal de contas não havia nenhum motivo de privar duas pessoas de conversarem, ainda mais se tratando de duas pessoas que tinham interesses em comum e que já haviam conversado cara a cara em uma situação anterior. Não fazia nenhum sentido esperar, sem contar que a jovem não queria esperar. Ela ansiava tanto por uma mensagem que encarava a tela do computador com certa fixação, como se a qualquer momento pudesse receber algo em um pequeno momento de distração e ela queria estar presente caso recebesse uma mensagem, queria responder o mais rápido o possível e conversar com quele garoto que tinha se mostrado ser tão interessante nas últimas vezes em que o vira.

Estava até disposta a deixar sua tremenda timidez de lado, pois sabia muito bem que não podia perder aquela oportunidade de o conhecer melhor e não queria que nada atrapalhasse. Algo em seu coração — por mais que soasse como um verdadeiro clichê — dizia que aquele rapaz não era como os outros que ela havia conhecido anteriormente, algo nele era diferente dos outros e ela queria ter a chance de descobrir se sua intuição realmente certa. Precisava tentar descobrir se ele realmente era legal e interessante como tinha aparentado ser em outras ocasiões, e por mais que odiasse admitir em voz alta, naquele momento, ela precisava desesperadamente daquela conversa.

Sua ansiedade era tanta que estava odiando a posição em que se encontrava, se ao menos tivesse coragem o suficiente para mandar um "oi", ou para ignorar as opiniões ao seu redor de pessoas que a mandavam esperar. Ela já estava cansada de toda aquela espera, e até mesmo um pouco do palpite dos outros apesar de que sabia que eles apenas falavam aquilo na tentativa de ajudar e que estavam pensando apenas no meu melhor.

Já estava quase no seu horário de dormir quando a jovem olhou novamente para a tela do seu computador com a esperança de ter recebido uma notificação no Facebook, mas como era de se esperar nada tinha acontecido como era de se esperar. Qualquer outra pessoa em seu lugar provavelmente teria desligado o computador, afinal de contas não valia a pena perder horas de sono a espera de algo acontecer. Contudo, a obstinação da menina era tão grande que ela resolveu enrolar um pouco antes de ir dormir. Apenas cinco minutos, aquele era o tempo que iria ficar no seu computador esperando por uma mensagem, afinal de contas cinco minutos pode ser um tempo suficiente para mudar uma vida inteira e quem sabe alguma mudança poderia acontecer na vida da garota.

O que estava prestes a acontecer poderia ser chamado de sorte por alguns, ajuda de forças mística por outros, ou simplesmente destino. A mensagem que tanto estava esperando finalmente havia chegado, foi um cumprimento como qualquer outro que já tinha recebido, mas a espera tinha valido a pena e por isso foi quase inevitável sorrir de felicidade. Naquele momento, tudo o que estava desejando se concretizou com uma mensagem no Facebook. E durante a conversa ingênua que tiveram a garota nem imaginava que em tão pouco tempo aquele rapaz iria se tornar muito importante para ela, alguém que viria a proporcionar momentos de alegria, risada e até mesmo um pouco de choro. Alguém com quem ela iria viver uma história única. Alguém que continuaria ao seu lado durante sete meses. 


8 Comentários

  1. Lindo esse texto! Sincero, simples e romântico. Parabéns, beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada!
      Bjs e volte sempre aqui no blog!

      Excluir
  2. E os cinco minutos viraram a madrugada, certeza!! rsrs
    Fiquei curiosa do por quê apenas sete meses, será que rolará a continuação? :)

    Beijos, Thay Rocha
    www.leitoranamoda.wordpress.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acertou em cheio hahaha
      É apenas sete meses, pois no dia 22 de julho que completou sete meses que nos conhecemos e espero que esse tempo só vá aumentando ainda mais!
      Bjs e volte sempre aqui no blog!

      Excluir
  3. lindo texto.
    http://gabrieladalfre.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada!
      Bjs e volte sempre aqui no blog!

      Excluir