Título: Como Eu Era Antes de Você
Autor(a): Jojo Moyes
Editora: Intrínseca
Número de páginas: 320
Classificação: 5/5

Se tratando de romances o nome da Jojo Moyes se tornou bastante conhecido desse gênero de livros, ela conquistou o espaço e muitos leitores. Levou várias pessoas a se emocionarem com suas histórias, e alguns a chorarem. E um de seus livros mais conhecido é "Como Eu Era Antes de Você", que ganhou uma adaptação que vai ser lançada esse ano e conta com a Emilia Clarke e o Sam Claflin no elenco. Esse livro vem fazendo muito sucesso, sendo assim resolvi dar uma chance para esse livro, ainda mais após ver o trailer do filme que está completamente encantador.
"Aos 26 anos, Louisa Clark não tem muitas ambições. Ela mora com os pais, a irmã mãe solteira, o sobrinho pequeno e um avô que precisa de cuidados constantes desde que sofreu um derrame. Sua vidinha ainda inclui o trabalho como garçonete num café de sua pequena cidade - um emprego que não paga muito, mas ajuda com as despesas - e o namoro com Patrick, um triatleta que não parece muito interessado nela. Não que ela se importe. Quando o café fecha as portas, Lou é obrigada a procurar outro emprego. Sem muitas qualificações, consegue trabalho como cuidadora de um tetraplégico. Will Traynor tem 35 anos, é inteligente, rico e mal-humorado. Preso a uma cadeira de rodas depois de ter sido atropelado por uma moto, o antes ativo e esportivo Will agora desconta toda a sua amargura em quem estiver por perto. Sua vida parece sem sentido e dolorosa demais para ser levada adiante. Obstinado, ele planeja com cuidado uma forma de acabar com esse sofrimento. Só não esperava que Lou aparecesse e se empenhasse tanto para convencê-lo do contrário.
Uma comovente história sobre amor e família, Como eu era antes de você mostra, acima de tudo, a coragem e o esforço necessários para retomar a vida quando tudo parece acabado."
Louisa Clarke — também conhecida como Lou por seus familiares e amigos íntimos — é uma jovem mulher de 26 anos, bastante excêntrica e sem muitas respectivas para o seu futuro. Ela mora em uma casa pequena junto de seus pais, de sua irmã Treena, de seu sobrinho Thomas e de seu avô e namora há seis anos um cara chamado Patrick. E apesar de algumas dificuldades tudo parecia estar bem na vida de Lou, até o momento em que ela recebeu a notícia que o café onde trabalhava iria fechar o que era um grande problema por dois motivos: (1) o seu salário, por mais que fosse pouco, era importante para sua família e o funcionamento da casa, (2) e sem contar que ela não tinha a mínima ideia com o que ela poderia trabalhar.

No Centro de Trabalho, ela recebe diversas propostas de oportunidade de emprego: “supervisão de conversas telefônicas adultas”, ser dançarina de pole dance, arrumar prateleiras à noite ou trabalhar numa fábrica de frango processado. Nenhuma delas consegue ser atrativa o suficiente, de forma que Lou continua a procura até o momento em que surgiu de última hora uma oportunidade de emprego: trabalhar por seis meses como cuidadora de um tetraplégico. Apesar de não ter nenhum tipo de habilidade como cuidadora, de todas as propostas de emprego que recebeu essa era a melhor de todas, sem contar que o salário era muito bom o que não podia ser deixado de lado.

O primeiro dia de trabalho como cuidadora não poderia ter sido pior, não que ela tenha feito algo de errado ou tenha colocado a vida do Will Traynor — o tetraplégico que ela estava tendo de cuidar. O grande problema de tudo era que Will não fazia questão de esconder que não gostava daquela situação, e muito menos da sua mais nova cuidadora. Claramente os dois não estavam se dando muito bem, Lou tinha sua grande mania de sair falando sem parar sobre as coisas e Will agia de um modo grosseiro. No início, isso fez com que Lou considerasse a opção de largar o emprego.  
“Seu corpo era apenas uma parte do pacote completo, algo para se lidar de vez em quando, em intervalos, antes de voltarmos a conversar. Para mim, tinha se tornado a parte menos interessante dele." 
Aos poucos os dois passaram a se acostumar com as manias uns dos outros, e Will acabou virando uma espécie de amigo e mentor de Lou, abrindo os horizontes para ela apresentando novos filmes, novos livros e também começou a incentivá-la de fazer faculdade — ela possuía grande potencial para poder estudar em uma — e também para viajar para longe dali, conhecer outros lugares. Will fez de tudo para conseguir tirar Clark de sua zona de conforto.
“Às vezes, você é a única coisa que me dá vontade de levantar da cama.”
Por sua vez, Lou se empenhou em uma tentativa de mostrar para o teimoso Will Traynor como que a vida podia ser maravilhosa, mesmo estando preso a uma cadeira de rodas. Juntos eles foram em uma corrida de cavalos, em um concerto, em um casamento e uma viagem incrível que Will não podia sonhar em fazer em suas atuais condições.  
“É isso. Você está marcada no meu coração, Clark. Desde o dia em que chegou, com suas roupas ridículas, suas piadas ruins e sua total incapacidade de disfarçar o que sente. Você mudou a minha vida muito mais do que esse dinheiro vai mudar a sua.”
Eu não vou mentir para vocês: a história é triste, tocante, me fez chorar um pouco e também me emocionou. Acho que "Como Eu Era Antes de Você" foi um dos romances mais bonitos e tocantes que eu li nesses últimos tempos, e acho que em grande parte isso se deve pela escrita da Jojo Moyes, que soube como ligar cada um dos detalhes e sua escrita estava rica em detalhes.

Acredito que algumas pessoas tem o poder de emocionar outras através de suas palavras e, com certeza, Jojo Moyes conseguiu fazer isso. Depois da leitura desse livro posso dizer que me tornei uma grande fã dela, e agora mal posso esperar para ler a continuação de "Como Eu Era Antes de Você" e outros livros que ela já escreveu.

Se você tem vontade de ler esse livro ou já leu não deixe de comentar a sua opinião aqui no blog!


2 Comentários

  1. Tô na metade desse livro, tô com pouco tempo para ler, mas amanhã quero ver se adianto mais a leitura para conseguir ver o filme no cinema!! rsrs

    Beijos, Thay.
    http://www.leitoranamoda.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também estava com pouco tempo para ler por conta dos estudos e trabalhos da faculdade, mas apesar da minha demora eu me emocionei bastante com o livro e prevejo que também vou me emocionar com o filme!
      Bjs e volte sempre aqui no blog!

      Excluir