"Clara (Clarice Falcão) está indecisa em relação às suas escolhas. A jovem está cursando a faculdade de Medicina por pressão familiar e não por vocação. Sem contar para ninguém o que está sentindo, ela passa a matar aulas no período da manhã. Durante essas aventuras matutinas, Clara conhece um rapaz que a ajuda a encontrar um norte para sua vida."
O filme conta a história de Clara, uma jovem que estuda medicina, mora com seus pais (que voltaram a morar juntos recentemente) e tem um namorado. Em tese ela parece levar uma vida feliz e sem nenhum tipo de complicação. Mas isso são apenas as aparências. Na verdade, ela não tem a menor ideia do que está fazendo com a sua vida. Ela não gosta de medicina, apenas está cursando pela pressão de seus pais, desse modo ela começa a matar aulas e um dia acaba indo para o boliche.

Nesse boliche ela conhece Guilherme (Rodrigo Pandolfo), que trabalha lá pela parte da manhã para fazer companhia para os clientes solitários na tentativa de fazê-los consumir ainda mais, ele é como "uma strippper revoltada contra o sistema" como Clara o define. Uma nova amizade vai se estabelecendo entre os dois, e com isso Guilherme começa a ajudar Clara a descobrir e procurar mais possibilidades do que ela pode fazer com sua vida.
Com isso a relação dos dois vai se aprofundando, e junto disso mais membros da família de Clara vão sendo apresentados durante o filme, ela conversa com cada um deles com o objetivo de tentar saber quais são os seus problemas, dilemas da vida e quando pode tanta os ajudar, ao mesmo tempo em que está tentando descobrir novas coisas para fazer da sua vida, não só na questão profissional, mas também na sua vida pessoal como construir uma casa na árvore, ou conhecer o Cristo Redentor.    
"Eu tô com medo da minha cabeça ser tipo um pen drive, e algum dia eu precisar aprender alguma coisa que vai salvar a minha vida, e não poder porque já tem muita coisa que eu já aprendi. Enfim, estou numa fase de economia de informações, por mais idiota que isso seja."
O filme demonstra uma realidade que é comum para muitos outros jovens que ainda não sabem o que fazer da vida, alguns entraram no curso que sonhavam e perceberam que não era exatamente o que estavam procurando, entraram no curso apenas pela pressão dos pais como é o caso da Clara ou simplesmente ainda não se decidiram. Escolher uma profissão aos 17/18 anos é uma grande pressão, pois nós (eu estou inclusa nisso) jovens não sabemos de praticamente nada na vida, apenas acreditamos que sabemos das coisas. Foi esse o motivo pelo o qual eu me identifiquei com o filme, foi como se retratasse uma fase da vida que eu estou passando nesse exato momento!

Me arrisco a dizer que esse filme entrou para a minha lista dos meus preferidos, talvez seja por ter me identificado completamente com a personagem Clara, talvez seja por ter achado o enredo completamente brilhante e os atores muito bons (apenas gostaria de ter visto um pouco mais de Gregorio no filme, pois, como sempre, ele estava hilário) ou talvez seja pelos diálogos completamente brilhantes. Na minha opinião, os dois defeitos do filme é ele ter uma duração rápida, estava tão envolvida na história que poderia ver mais uns 30 minutos de filme, e o final que deixou a desejar.
"Eu tô cansada de pensar com a cabeça dos outros, ou de aproveitar o pensamento das outras pessoas só porque eles estavam prontos mesmo. Quer saber? Eu fiz uma dieta semana passada. Eu comi muita couve, e alface, e tomate…Só que eu prefiro viver até os 60 comendo besteira, do que viver até os 80 comendo o que as outras pessoas dizem que é certo. Pelo menos tudo isso vai ter valido a pena no final. Eu posso fazer o que eu quiser."
Ficha Técnica:

  • Título: Eu Não Faço a Menor Ideia do Que Eu Tô Fazendo Com a Minha Vida
  • Gênero: Comédia, Drama. 
  • Direção: Matheus Souza. 
  • Elenco: Clarice Falcão, Rodrigo Pandolfo, Nelson Freitas, Bianca Byington, Leandro Hassum, Alexandre Nero, Daniel Filho, Gregório Duvivier, Wagner Santisteban. 
  • Duração: 1h30min. 
Se você já viu o filme ou tem interesse de assistir não deixe de comentar a sua opinião aqui no blog! E "Eu Não Faço a Menor Ideia do Que Eu Tô Fazendo Com a Minha Vida" está disponível no Netflix.


5 Comentários

  1. Acabei de coloca-lo na minha lista da netflix para assistir amanhã ! Obrigada pela indicação, e Beijãoo da Thay do Blog www.simplesmentecriativa.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico feliz que você tenha gostado da indicação do filme! E depois me conte o que você achou dele.
      Obrigada por visitar o blog, volte sempre aqui na Escritora Whovian.
      Bjs!!

      Excluir
  2. Eu nunca tinha ouvido falar desse filme, me interessei bastante pela proposta dele. Parece ser um daqueles filmes com uma vibe meio Indie (Meio Clarice mesmo kk) ótima dica! Vou assisti-lo em breve =)

    http://colecionando-ideias.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também nunca tinha ouvido falar desse filme, apenas descobrir explorando um pouco as opções do Netflix. O filme realmente tem uma vibe meio indie, combina com a Clarice hahaha.
      É um filme que realmente vale a pena ver, e acho que muitos jovens vão identificar com ele.
      Obrigada por visitar o blog, volte sempre aqui na Escritora Whovian.
      Bjs!!

      Excluir
    2. Oi Bruna,
      adorei a dica! Tem cara de ser um filme leve e gostoso para ver com a família num sábado à tarde. E o fato de ter no netflix já facilitou as coisas, haha.

      Beijocas,
      Rebeca Grauer O Cafofo Literário

      Excluir