Título: Lola e o Garoto da Casa ao Lado
Autor(a): Stephanie Perkins
Editora: Novo Conceito
Número de páginas: 288
Classificação: 4/5

Como uma grande fã de mechas coloridas a primeira coisa que me chamou atenção no livro foi o cabelo de Lola, e a sinopse do livro me deixou confiante que essa história estava longe de ser algo muito clichê e que seria uma boa fonte de risadas.

"A designer-revelação Lola Nolan não acreditava em moda... ela acredita em trajes. Quanto mais expressiva for a roupa - mais brilhante, mais divertida, mais selvagem - melhor. Mas apesar de o estilo de Lola ser ultrajante, ela é uma filha e uma amiga dedicada com grandes planos para o futuro. E tudo está mais perfeito (até mesmo com seu namorado roqueiro gostoso) até os gêmeos Bell, Calliope e Cricket, voltarem ao seu bairro. Quando Criket - um inventor habilidoso-  sai da sombra de sua irmã gêmea e volta para a vida de Lola, ela finalmente precisa conciliar uma vida de sentimentos pelo garoto da porta ao lado."

Dolores Nolan (mais conhecida por seu apelido Lola) está longe de ser uma típica garota comum, para começar foi criada por seu tio gay e o marido dele já que sua mãe é uma alcoólatra que não quis cuidar da filha, preferindo dar sua filha para o irmão criar do que à "abandonar" nas ruas. Se jeito de se vestir é muito extravagante - nunca repete a mesma roupa, usa diversas perucas e maquiagens chamativas -  e o que eu gosto disso é que ela não se importa com a opinião alheia. E ela mentiu sua idade para Max, seu namorado roqueiro quando eles começaram a sair, ele é mais velho, toca em uma banda, fuma, bebe e não tem a aprovação dos pais de Lola. Além do mais ela tem uma lista de desejos bem peculiar.  
"Tenho três desejos bem simples. Sem dúvida, pedir por eles não é demais. O primeiro é participar do baile de inverno vestida de Maria Antonieta. Quero uma peruca que, de tão trabalhada, poderia engaiolar um pássaro e um vestido tão largo que eu só serei capaz de entrar no salão através de portas duplas. Mas quando eu chegar lá, vou segurar as saias no alto para revelar um par de coturnos de plataforma, só para que todo mundo veja que, por baixo dos babados, sou durona feito punk rock.
O segundo é que meus pais aprovem meu namorado. Eles o odeiam. Odeiam seu cabelo descolorido, sempre com raízes escuras, e odeiam  seus braços, tatuados com teias de aranha e estrelas.Dizem que ele tem um ar de superioridade e um sorrisinho presunçoso. E estão fartos de ouvir a música que ele toca explodindo de meu quarto e cansados de brigar por causa de cada hora que eu devo voltar para casa sempre que saio para ver a banda dele tocar em clubes.
 E o meu terceiro desejo?
Nunca, jamais, em hipótese alguma, voltar a ver os gêmeos Bell. Nunca mais." 
Infelizmente alguns de seus desejos acabam saindo de forma diferente de como ela gostaria, e isso envolve a volta dos gêmeos Bell para o seu bairro. A sua relação com Criket tem seus pontos altos e baixos, em alguns momentos acabam comentando sobre o passado que tem uma grande influência sobre o estado em que se encontra a relação entre os dois.

A leitura do livro é rápida e aconchegante, perfeita para alguém que quer dar boas risadas e que já se cansou de alguns típicos clichês.


Um Comentário