Livro: Na Escuridão dos Dias
Autor(a): Cristina Deutsch
Editora: Independente
Páginas: 206
Classificação: 4/5

De todos os livros que eu já li e resenhei aqui no blog "Na Escuridão dos Dias", tem um toque especial diferente de todos os outros. Esse é a resenha que marca a minha parceria com a escritora Cristina Deutsch. Foi um enorme prazer poder fazer parte dessa experiência, além de ter sido algo totalmente único e novo para mim.
"Na escuridão dos dias” é uma ficção histórica que traz como cenário a Guerra de Secessão da Iugoslávia. Quando nacionalistas tentaram impedir que a Bósnia-Herzegovina se separasse do que restou da antiga Iugoslávia em Abril de 1992. Milla, uma menina ruiva e Sardenta, ainda tão pequena precisou conviver com os martírios causados por esse evento. Ao findar a fase sangrenta em seus país ela percebe que sua vida não seria mais como antes, ao conhecer a omissão e deslealdade. 
Alguns anos se passaram e Milla já adulta encontra o que toda mulher sonha: o grande amor da sua vida, e com Fateen viverá uma paixão que terá altos e baixos, e descobrirá no momento certo toda a verdade sobre seu passado, e, essa revelação mudará suas prioridades. Uma historia de ganância, ambição, luta e jogo de poderes; Através da ficção,o livro levanta o véu que manteve Milla e todo os muçulmano sem direito a identidade e uma vida digna, e serve de alerta para as novas gerações: a liberdade é o maior bem para todos e especial para aqueles que sobreviveram a escuridão dos dias."
 O livro começa narrando sobre a Guerra de Secessão da Iugoslávia, quando nacionalistas tentaram impedir que a Bósnia-Herzegovina se separasse do que restou da antiga Iugoslávia em Abril de 1992. Esse conflito que durou apenas três anos e causou tremenda tragédia na vida de muitas pessoas, mulheres, homens e crianças eram mortos; mulheres estrupadas; homens eram levados a força para a guerra; os jovens eram espancados... Foi nesse cenário de tremendo caos e violência que Milla, uma muçulmana ruiva e sardenta, perdeu seus pais durante o conflito.
"Meninas ainda adolescentes (bósnias e croatas) sequestradas e levadas para bordéis onde foram violadas, Sofremos todos os tipos de violência e intimidação, como ataques a bens e objetos, deportações, internações, estupro, tortura, mutilação, assassinato e outros crimes violentos executadas para meios de limpeza étnica, a brutal execução das idéias nacionalistas de um povo fortemente vinculado à sua própria nacionalidade."
Por ter perdido os pais ainda jovem a guarda de Milla acabou passando para seus tios, que eram sua única família, e assim ela passou a viver junto deles e de suas primas (que por sinal eram insuportáveis). E por mais que ela seja grata por eles terem a acolhido, a situação em que ela vive está longe de ser muito agradável. De certa forma os tios e as primas de Milla a tratavam como uma empregada, fazendo a garota se sentir como se fosse escravizada.

E a vida de Milla foi assim durante anos, mas tudo acaba mudando completamente quando ela conhece o misterioso sheik Fateen, um homem muito rico e de outro país que possuía três mulheres e estava disposto a ter mais uma. Originalmente Fateen havia comparecido a um jantar na casa do tio de Milla com o proposito de conhecer as primas da mulher, mas, no entanto, ele acaba se interessando por ela.

Ao mesmo tempo em que isso parece ser algo bom, pois é a chance que ela tem de sair da casa de seus tios, além do mais ela sente uma atração física por Fateen o que em tese é algo bom. Contudo, ao mesmo tempo ela não consegue deixar de sentir uma sensação ruim e teme que seu futuro não seja tão brilhante como lhe é apresentado.
"—Sou bem moderno Milla estudei na Suíça e tenho outro jeito de ver as coisas, apesar de sermos o mais desenvolvido país árabe, isso não quer dizer que você poderá fazer o que quiser, meu pai é muito conhecido na região e muito religioso, não gosta da tradição, contudo exige respeito, e para você aqui ser respeitada terá que se dar o respeito."
História é uma das minhas matérias favoritas e eu tenho um grande interesse pela cultura muçulmana, e o livro acabou juntando essas duas coisas que eu tanto adoro. O útil se juntou ao agradável o que deixou a leitura bastante interessante, sem contar que a escrita envolvente da Cristina ajudou muito para prender o meu interesse na historia. Eu que não sou uma grande fã de eBooks devorei "Na Escuridão dos Dias" em questão de poucos dias.

E caso você tenha se interessado pelo livro aqui estão algumas informações básicas sobre a autora: Cristina Deutsch, nasceu na cidade serrana de Petrópolis/RJ, e mudou-se em 1995 para a Alemanha, é autora de 12 livros até o presente momento, 6 romances e 6 infantis, além de ter participado de várias coletâneas com contos e crônicas. A autora escreve também roteiros audiovisuais e possui inúmeras citações, poemas e pensamentos postados em seu blog e redes sociais. Gosta de gastar seu tempo lendo, escrevendo, fazendo aeróbica ou curtindo a família.


4 Comentários

  1. Querida Bruna, como vai?
    Antes de tudo obrigada por suas lindas palavras, vc me deixou radiante =D
    Espero que seus leitores e seguidores do blog goste tanto quando vc, o livro está a venda no Brasil e Exterior! Mais uma vez, brigaduuuuuuuuu

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu estou bem e você, Cristina?
      Não precisa agradecer por isso, e me sinto honrada em saber que as minhas palavras te deixaram radiante. É emocionante quando as minhas palavras tocam a vida de alguma pessoa.
      E estou torcendo pelo sucesso do livro, você merece!

      Excluir
  2. Gostei muito da resenha!
    Fiquei muito interessada e curiosa para ler!
    Gostei mais ainda quando vi que a escritora nasceu na mesma cidade que eu! Adorei!
    Www.boutiquedecliches.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tenho certeza de que você vai gostar do livro, a história dele é bastante original!
      E é legal quando identificamos algo em comum com o autor(a).

      Excluir