Sábado passado, eu fui ao cinema junto dos meus amigos com o intuito de assistir o "Interstelar", um filme anglo-americano de ficção científica dirigido por Christopher Nolan e estrelado por Matthew McConaughey, Anne Hathaway, Jessica Chastain, Bill Irwin, Ellen Burstyn e Michael Caine. Contudo, a sala estava muito lotada, então eu e a Marina escolhemos assistir o filme do Tim Maia já que o horário das duas sessões eram bem próximas. Essa escolha acabou desagradando o João Pedro (sorry not sorry), mas teve um efeito bem diferente em mim e na Marina que acabamos adorando o filme.


"Cinebiografia do cantor Tim Maia, baseado no livro "Vale Tudo - O Som e a Fúria de Tim Maia". O filme percorre cinquenta anos na vida do artista, desde sua infância no Rio de Janeiro até a sua morte, aos 55 anos de idade, incluindo a passagem pelos Estados Unidos, onde o cantor descobre novos estilos musicais e é preso por roubo e posse de drogas."
Como a sinopse acima já diz o filme conta sobre a vida de Tim Maia, mostrando desde o seu nascimento até a sua morte. Conta que seu interesse pela música que começou quando ele estava entregando as marmitas que sua mãe vendia, ele passou por uma loja de música, gostou do que escutou, entrou e roubou o disco (a família dele era pobre, o que o levou a roubar). Foi assim que ele começou a se interessar pela música.

É apresentada também a criação do seu grupo vocal os "The Sputniks" (o nome foi influenciado pelos noticiários dos vôos orbitais da sonda Sputnik. Considerada pelos seus criadores um conjunto moderno e, portanto tinha que ter um nome de acordo com a época, e nada melhor do que um nome estrangeiro; de um satélite espacial). O grupo era composto por Tim Maia (na época conhecido como Tião Maia), Roberto Carlos, Arlênio Lívio, Edson Trindade e Wellington Oliveira. Eles se apresentavam em um programa de televisão, podendo ser considerado como o início de sua caminhada até atingir o sucesso.

Depois disso têm os anos em que ele passou morando nos Estados Unidos, das confusões que ele acabou se metendo por lá. E na sua volta para o Brasil, vemos Tim se metendo em mais encrencas para juntar dinheiro para se mudar para São Paulo na tentativa de realizar seu grande sonho: se tornar um músico famoso. Ele acaba tendo um caminho bastante árduo pela frente e isso é retratado no filme, e durante essa longa jornada ele acaba conhecendo algumas pessoas que ele acaba estabelecendo uma forte conexão.

Nunca fui uma grande fã de filmes nacionais, mas esse foi um que me chamou a atenção antes mesmo de lançar. Tinha ido ver "O Candidato Honesto", com a minha família e quando passou o trailer do "Tim Maia", e nesse momento eu afirmei para os meus pais que eu iria assistir ao filme assim que ele lançasse. Por mais que acabe soando muito clichê, gosto de comparar essa sensação com a do amor à primeira vista. Quando alguém vê uma pessoa e logo diz "Eu amo fulano", e comigo acabou sendo "Eu tenho que ver esse filme". Pelo menos essa relação acabou fazendo algum sentindo na minha cabeça, então não posso culpar se ninguém me entender, mas se você  se identifica com essa minha lógica maluca não deixe de comentar.

Admito que não sou uma das grandes fãs do cantor, apenas conheço algumas músicas dele devido a influência da minha mãe. Mas após esse filme eu passei a gostar ainda mais dele e, principalmente de suas músicas. E só tenho de lamentar pela morte dele. No dia 15 de março, de 1998, o Brasil acabou perdendo um grande músico, compositor, um verdadeiro gênio. E apesar dos erros que ele cometeu, das pessoas que ele magoou, é impossível não ficar tocado quando é anunciada a morte dele.

Acho que todo mundo deveria tirar um tempinho (aproximadamente 2:30 horas, é bem longo) do seu dia para ir ao cinema mais perto de casa e assistir ao filme, não importa se você é fã dele ou não. Uma história de vida emocionante, e louca feito essa deveria ser conhecida por todos. E assim como todo filme brasileiro ele tem sua pitada de comédia, e um vocabulário bastante rico em palavrões, o que combina com Tim Maia, de certo modo, pois ele era conhecido por arranjar briga facilmente com as pessoas (é citado que ele tem aproximadamente 49 processos contra ele).

Curiosidades:
  • Baseado no livro "Vale Tudo - O Som e a Fúria de Tim Maia", de Nelson Motta.
  • Os atores Vladimir Brichta e Fernanda Torres foram convidados para atuar no longa-metragem, mas tiveram que recusar devido a compromissos profissionais já agendados.
Ficha Técnica:
  • Título: Tim Maia.
  • Gênero: Drama, Bografia. 
  • Direção: Mauro Lima.
  • Elenco: Babu Santana, Robson Nunes, Alinne Moraes, Cauã Reymond, Laila Zaid, Nando Cunha, George Sauma, Luis Lubianco. 
  • Duração: 2h20min.



10 Comentários

  1. Respostas
    1. Já estava esperando que você ia falar isso ou algo do tipo, mas bem que você poderia ter falado o motivo de não ter gostado do filme. É muito fácil somente criticar.
      Eu respeito sua opinião, e de uma próxima vez tente ser mais mente aberta quando for ver um filme que conte sobre a vida de um ator/atriz/cantor(a)... Só por ser uma biografia não significa necessariamente que o filme é ruim.

      Excluir
  2. Oi Bruna, tudo bem?
    Adoro Tim Maia, acho que a vida dele é muito interessante, eu já li emprestado o livro que baseia o filme e pretendo comprá-lo. Quanto ao filme vou esperar sair do cinema (sim eu não gosto muito de ir ao cinema rs) pra ver. Bjus do MAGI'S
    http://www.magisbook.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hey garotas, eu estou bem e com vocês?
      Esse cara é um verdadeiro gênio e a morte dele foi uma verdadeira lástima :( Eu nunca li esse livro, mas depois vou procurar ler ele (toda vez que eu vejo um filme eu preciso ler o livro, se tiver, é claro).
      Bjs e sucesso com blog!

      Excluir
  3. Já estava curiosa para ver, agora então nem me fale!
    Minha mae gosta muito das músicas deles, e eu acabei gostando tbm ;)
    Partiu cinema;)
    Beijos, post muito bem feito!
    www.blogweneedit com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também estava doida para ver esse filme.
      Quando eu era menor a minha mãe escutava algumas músicas dele e eu acabei gostando, mas nunca fui daquelas fã malucas.
      E muito obrigada pelo elogio <3
      Bjs e sucesso com o blog!

      Excluir
  4. Quem dera os jovens de hoje conhecessem toda a boa música do passado, esse é um grande exemplo Tim Mais é um ícone da Música como poucos foram e a escassez a qual estamos passando de bons músicos/compositores, bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo plenamente com você. A falta que o Tim Maia faz é grande, mas pelo menos ainda podemos escutar as músicas que ele fez.
      Bjs e sucesso com o blog!

      Excluir
  5. TENHO MUITA VONTADE DE PODE ASSISTIR A ESSE FILME , ELE É MUITO INTERESSANTE !!
    MODAMORENALFLOR2014.BLOGSPOT.COM

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tenho certeza de que você não vai se arrepender. Como todas as coisas da vida esse filme tem alguns aspectos negativos, mas no geral é mais coisa boa do que ruim.
      E, eu defendo a ideia de que você sempre deve ver um filme, ou ler um livro para tirar suas próprias conclusões. Tá que a opinião alheia também ajuda, mas acho que é bom você ter a sua própria opinião!
      Bjs e sucesso com o seu blog!

      Excluir