Resenha: It — A Coisa

09:05

Título: It: A Coisa
Autor(a): Stephen King
Editora: Suma de Letras
Número de páginas: 1103
Classificação: 5/5

Quando se trata de livros de terror/suspense é quase um fato consagrado que o nome de Stephen King está entre os demais que escrevem esse gênero. Foi ainda nesse ano que eu conheci um pouco mais das obras do autor, então não pude perder a oportunidade de ler "It: A Coisa", ainda mais que o filme está prestes a lançar no cinema (sou do tipo de pessoa que prefere ler o livro para depois assistir ao filme).

"Durante as férias escolares de 1958, em Derry, pacata cidadezinha do Maine, Bill, Richie, Stan, Mike, Eddie, Ben e Beverly aprenderam o real sentido da amizade, do amor, da confiança e... do medo. O mais profundo e tenebroso medo. Naquele verão, eles enfrentaram pela primeira vez a Coisa, um ser sobrenatural e maligno que deixou terríveis marcas de sangue em Derry. Quase trinta anos depois, os amigos voltam a se encontrar. Uma nova onda de terror tomou a pequena cidade. Mike Hanlon, o único que permanece em Derry, dá o sinal. Precisam unir forças novamente. A Coisa volta a atacar e eles devem cumprir a promessa selada com sangue que fizeram quando crianças. Só eles têm a chave do enigma. Só eles sabem o que se esconde nas entranhas de Derry. O tempo é curto, mas somente eles podem vencer a Coisa. Em 'It - A Coisa', clássico de Stephen King em nova edição, os amigos irão até o fim, mesmo que isso signifique ultrapassar os próprios limites."

Derry — Maine, Junho de 1958
A vida na pequena Derry pode ser considerada como pacata, não há muitas novidades que acontecem por lá. Porém, toda essa situação de calmaria começa a mudar no início das férias verão de 1958, quando uma série de assassinatos misteriosos começam a acontecer. O terror toma conta da população local, que convive com o medo da existência de um assassino que vaga pela cidade atrás das crianças. 

E o jovem William Denbrough (também conhecido como Bill Gago ou Big Bill), de 11 anos, nunca imaginou que sua vida poderia ser afetada por tais crimes estão acontecendo em Derry. Mas, quando o seu irmão caçula, Georgie Denbrough, foi morto no outono anterior. Essa perda mudou completamente a vida de Bill e de sua família. Seus pais se afastaram, já ele carrega a culpa pela morte de seu irmão, sempre pensando o que ele poderia ter feito para evitar isso.

“ — Tome c-cuidado. 
— Claro. — Ele franziu um pouco a testa. Era o tipo de coisa que a mãe dizia, não o irmão mais velho. Era tão estranho como se Bill tivesse lhe dado um beijo. — Claro que tomo. Ele saiu. Bill nunca mais o viu.”

E em junho de 1958, Bill acaba se aproximando de um determinado grupo de amigos que irá marcar sua vida para sempre. Denominados como o "Clube dos Otários", Eddie Kaspbrak, Ben Hanscom, Beverly Rogan, Richard Tozier, Michael Hanlon, Stanley Uris e Bill, começam a compartilhar algumas coisas estranhas que andam acontecendo em suas vidas como uma múmia segurando balões que voam contra o vendo, um leproso em uma casa abandonada, sangue que sai do ralo e que nenhum adulto consegue ver, um pássaro gigante que não deveria existir, corpos de crianças em uma torre d'água, um lobisomem e até mesmo fotos que piscam e se movimento.

Toda essa série de acontecimentos estranhos faz o Clube dos Otários ficar cada vez mais convencido de que aquilo que matou Georgie e as outras crianças não é um serial killer comum, essa coisa nem pode ser considerada como humana. De forma que motivados pela sede de vingança de Bill, junto os amigos decidem enfrentar Pennywise, A Coisa.
  Derry — Maine,  Maio e Junho de 1985

"Derry está à frente, e tem alguma coisa em Derry que deveria estar morta há 27 anos, mas de alguma forma não está. Uma coisa com tantas caras quanto Lon Chaney.

Vinte e cinco anos após enfrentarem Penywise, a vida de cada um dos amigos seguiu separadamente, era como se estivessem deixando para trás toda aquela época de terror que haviam presenciado. Porém, o laço formado entre eles durante o verão de 1958 foi tão forte que uma ligação de Mike Hanlon, o único do grupo que permaneceu em Derry, faz com que todos se reencontrem novamente.

Penywise voltou e parece estar mais perigoso dessa vez. Sendo assim, os amigos são relembrados da promessa que fizeram no Barrens: aqueles que estiverem dispostos deveriam voltar para Derry, para reencontrar os amigos, salvar a cidade e vencer o diabo novamente, ou, pelo menos, tentar. 

A volta para a cidade faz com que eles tenham que encarar o passado que deixaram para trás, uma parte de suas vidas que tinham se esquecido até receberem a ligação de Mike. Dessa maneira, será necessária muita coragem para retornar à Derry e encarar alguns dos fantasmas de seus passados. 

"Naquele breve momento, pareceu que nenhum deles tinha crescido, que seus amigos tinham feito um ato de Peter Pan e ainda eram todos crianças. "

Foi com uma enorme maestria que Stephen King criou "It: A Coisa", afinal de contas é preciso de um talento excecional para criar uma história complexa, cheia de detalhes e sem se perder no meio da narrativa. Não existe nenhum furo no enredo. O livro é dividido em 5 partes, intercalando com um pouco da história da cidade e a vida dos personagens (tanto quando crianças quanto na fase adulta) e uma das coisas que eu mais gostei foi a descrição de King fez da vida de cada membro do Clube dos Otários, isso deu mais credibilidade para a narrativa. 

O livro aborda vários temas polêmicos como a mentalidade de um psicopata, o complexo de Jocasta, o abuso infantil disfarçado como proteção, violência doméstica, racismo, homofobia... e mais outros assuntos são discutidos ao longo das 1103 páginas. E It não é apenas sobre um ser maligno que mata as crianças, também retrata a sociedade no século XX e promove uma reflexão do quanto existem pessoas hipócritas, intolerantes e com mente fechadas em pleno século XXI.

Se você gosta de livros de terror/suspense "It: A Coisa" é a escolha perfeita para você. A leitura me envolveu por completo, foi bem eletrizante (quando começava a ler eu não conseguia mais parar) e simplesmente achei genial toda essa história desenvolvida por King!

You Might Also Like

3 comentários

  1. Estou doida para ler esse livro, confesso que tenho um pouco de medo, adorei a resenha, vou procurar saber para comprar
    Beijos <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Isadora, tudo bem com você?
      Eu também morro de medo de filme de terror, mas a divulgação de It ta sendo tão intensa, o povo fala tão bem da história que eu resolvi dar uma chance para o livro e para o filme.
      Bjs e volte sempre aqui no blog!

      Excluir
  2. Adorei a resenha. Confesso que não tenho costume de ler livros de terro. Mas esse me deixou curiosa. Valeu a dica. Beijos

    ResponderExcluir