Hoje, os fãs de Harry Potter foram surpreendidos por uma triste notícia nessa manhã: o ator Alan Rickman, interprete do personagem Severus Snape, morreu aos 69 após uma luta contra o câncer. Como fã de seu trabalho pensei em fazer algo para homenageá-lo, e como uma das melhores coisas que eu sei fazer é escrever resolvi fazer esse texto para falar de um personagem bastante complexo — pelo menos na minha opinião — que é o Snape. Sei que isso é muito pouco levando em conta toda a carreira artística que Rickman construiu, mas o que importa é que essa é uma homenagem feita do coração de uma fã que está triste com essa notícia, e ainda chocada sem conseguir acreditar que realmente tudo isso está realmente acontecendo.

Uma questão que gera discussão entre os fãs de Harry Potter: o Snape é um herói ou não?

São muitas as opiniões que essa simples pergunta pode gerar. Enquanto algumas pessoas defendem que ele era um grande herói, uma pessoa extremamente corajosa; outras já o atacam dizendo que de corajoso ele não tinha nada e que muito menos é alguém digno de ser chamado de herói. Até mesmo a própria J.K Rowling se posicionou no twitter ao dizer "Snape is all grey. You can't make him a saint: he was vindictive & bullying. You can't make him a devil: he died to save the wizarding world", o que provocou uma grande discussão nessa rede social com fãs se posicionando a favor dessa afirmação, e outros atacando a autora. Mas nesse texto não vou defender ou falar que tal pessoa está errada, nesse texto vou aproveitar para expor a minhã opinião sobre esse personagem bastante complexo.  

Acho que o melhor modo de começar a falar sobre o Snape, mas acredito que a melhor maneira é começar a falar sobre o seu passado. Não se tem muita informação sobre a sua infância, mas sabemos que foi uma época conturbada em sua vida, e que Lily Evans foi sua primeira amiga de fato. E ao falar sobre Lily, logo temos de abordar sobre os anos dele em Hogwarts que foram marcados pelo bullying que sofria por parte dos Marauders, se tornando alvo de pegadinhas e azarações desse grupo de amigos. Contudo, também não se pode ignorar que essa foi o momento em que ele começou a se aproximar das companhias que o fizeram interessar pela Arte das Trevas e que defendiam ideias como o purismo, tanto é que logo após se formar na escola de magia e bruxaria ele entrou para o grupo dos Comensais da Morte.

Gosto de comparar essa situação com uma pessoa que por meio da influencia dos amigos acaba experimentando uma droga, e a partir dai tomando outras péssimas decisões. Foi isso que aconteceu com Snape, no caso as más companhias com quem ele andava podem ser comparadas as drogas, que associadas ao seu talento excepcional com a feitiçaria foram a junção que fizeram ele se juntar a Voldemort e seus seguidores, um grupo que estava crescendo e se tornando cada vez mais conhecido e temido por alguns bruxos.  

Vale ressaltar o fato que apesar de todo o seu sofrimento durante a infância e o bullying que sofreu durante os anos de escola, não justificam o fato dele se juntar a um grupo que fazia a apologia ao genocídio e ódio contra os nascidos trouxas, ainda mais ele sendo um mestiço, além de que o seu primeiro e único amor — Lily Evans — era uma nascida trouxa. Nesse quesito não tem como defender o Snape, ele errou e muito feio. Porém, acredito que ele percebeu esse erro que cometeu depois da morte de Lily. Era muita ingenuidade acreditar que ela poderia sair viva do encontro com Voldmort caso entregasse o seu filho para a morte, mas algo em mim diz que Snape acreditou em algum momento que ela poderia escapar com vida daquele ataque.

E foi esse amor que ele nutria pela a Lily, mesmo depois de sua morte faz com que ele virasse o agente duplo trabalhando para ambos os lados, se bem que acredito que depois de todos os acontecimentos acho que a lealdade que ele nutria por Dumbledore era maior. Foi por essa lealdade e amor, que Snape ajudou Harry ao longo dos sete anos mesmo que  não fosse  uma ajuda muita aparente, na verdade, muitas vezes parecia que ele o odiasse. Tudo acabou se revelando no sétimo livro/oitavo filme na parte em que foram reveladas as memorias do Snape, logo depois de sua morte.

Eu não o considero como uma pessoa corajosa, e sim o considero como alguém que errou muito feio no passado e que depois tentou remedir, mas acho que mesmo assim ele ainda carregava o fardo dessas ações em suas costas. No final de sua vida ele era um homem que carregava junto de si o amor que nutria por Lily, junto com a angústia e dores infindas. Também não o considero como o herói que salvou a pátria. Eu o vejo como um anti-herói, ele não era alguém 100% bom e heroico, e sim uma pessoa que tentou fazer o certo depois de ter tomado escolhas erradas para sua vida.


4 Comentários

  1. Ai que texto maravilhoso. Eu tenho um misto de emoções difíceis de processar pelo Snape. Eu gosto muito dele, muito mesmo, porque entendo que foi errado ele se juntar com pessoas ruins na infância, mas entendo também que é natural quando você é super desprezado e um grupo te aceita, independente de como esse grupo seja, você fique tentado a se fidelizar a ele. Enfim, você definiu muito bem ele o categorizando de anti-herói, porque alguém que viveu em ambos os lados, vivendo uma vida dupla dividida entre o bem e o mal, certamente tem sua parcela de culpa e de heroísmo.
    Acho que é mais ou menos isso que penso. Só nos resta lamentar pela morte do ator. Peixinho Geek

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada, Izabella. Fico extremamente feliz que você tenha gostado do texto, ainda mais que se trata de uma questão bastante delicada. São muitas as opiniões que as pessoas tem a respeito do Snape, e eu até já estava me preparando para ver pontos de vista contrários ao meu. E eu também super concordo com o fato de que depois de anos sofrendo bullying o fato dele ter sido aceito em um grupo fez com que ele se tornasse fiel aos Comensais.
      Bjs e volte sempre aqui no blog!

      Excluir
  2. Lamento pela perda dele =/
    Concordo com que disse, não considera um heroi e sim alguém que errou e tentouu corrigir ^^

    Beijinhos=*
    www.eraoutravez.com
    www.gleep.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Foi uma perda e tanto :( o Alan era uma grande pessoa e um grande ator.
      E é bom saber que tem mais gente que concorda com a minha opinião, pois já vi muitos o endeusando e outros o detonando completamente. Para mim ele está num meio termo.
      Bjs e volte sempre aqui no blog!

      Excluir