Título: Para Sir Phillip, Com Amor
Autor(a): Julia Quinn
Editora: Arqueiro
Número de páginas: 288
Classificação: 3/5

No verão do ano passado eu tive a oportunidade de conhecer uma série de livros muito boa em que a autora Julia Quinn, foi comparada com a Jane Austen dos tempos atuais. Não vou me aprofundar muito nessa comparação realizada, mas de qualquer jeito é um fato de que Julia tem um grande talento em mãos e vem fazendo um ótimo trabalho a cada volume que ela lança focando em cada um dos irmãos Bridgerton. E depois de tanta demora aqui estou para fazer uma resenha de um dos livros dela, algo que eu já deveria ter feito há muito tempo atrás.
"Eloise Bridgerton é uma jovem simpática e extrovertida, cuja forma preferida de comunicação sempre foram as cartas, nas quais sua personalidade se torna ainda mais cativante. Quando uma prima distante morre, ela decide escrever para o viúvo e oferecer as condolências.
Ao ser surpreendido por um gesto tão amável vindo de uma desconhecida, Sir Phillip resolve retribuir a atenção e responder. Assim, os dois começam uma instigante troca de correspondências. Ele logo descobre que Eloise, além de uma solteirona que nunca encontrou o par perfeito, é uma confidente de rara inteligência. E ela fica sabendo que Sir Phillip é um cavalheiro honrado que quer encontrar uma esposa para ajudá-lo na criação de seus dois filhos órfãos.
Após alguns meses, uma das cartas traz uma proposta peculiar: o que Eloise acharia de passar uma temporada com Sir Phillip para os dois se conhecerem melhor e, caso se deem bem, pensarem em se casar?
Ela aceita o convite, mas em pouco tempo eles se dão conta de que, ao vivo, não são bem como imaginaram. Ela é voluntariosa e não para de falar, e ele é temperamental e rude, com um comportamento bem diferente dos homens da alta sociedade londrina. Apesar disso, nos raros momentos em que Eloise fecha a boca, Phillip só pensa em beijá-la. E cada vez que ele sorri, o resto do mundo desaparece e ela só quer se jogar em seus braços. Agora os dois precisam descobrir se, mesmo com todas as suas imperfeições, foram feitos um para o outro."
Aos 28 anos de idade Eloise Bridgerton já aceitou o fato de que é uma solteirona (após recursar pedidos de muitos pretendentes) e está satisfeita com o rumo que sua vida está seguindo, sem contar que ela não está sozinha nessa. Ela junto de sua melhor amiga Penélope parecem estar fadadas a uma vida de solteironas, contudo essa situação muda completamente quando Penélope e Colin Bridgerton se apaixonam, de forma que a vida de solteira que Eloise leva deixa de parecer tão feliz e satisfatória como acreditava ser, de modo que ela começa a repensar sobre suas prioridades.

E é nesse momento de sua vida que acaba surgindo Sir Phillip, um homem com quem Eloise passou a trocar cartas e com um tempo através de correspondências acabou se estabelecendo uma espécie de amizade entre ambos, mas nunca que em nenhum momento Phillip pensou que uma simples carta lhe oferecendo condolências após a morte de sua esposa acabaria se transformando em uma troca continua de cartas, e muito menos que iria receber uma visita surpresa de Eloise, que apesar de se tratar de uma companhia agradável ainda sim foi inesperada. Ao longo da troca de cartas Sir Phillip imaginou que a mulher não fosse muito bonita e pouco elegante, mas acabou se deparando com uma mulher atraente, inteligente e perspicaz.
“Ele parou de repente, chegando a tropeçar. Porque a mulher parada em seu hall era jovem e muito bonita, e, quando ela levantou o rosto para olhar para ele, Phillip notou que a moça tinha os olhos acinzentados mais encantadoramente lindos que já vira.”
Os dois são o completo oposto um do outro. Sir Phillhip é um barão de uma cidade rural, e de certa maneira pode ser considerado como um homem recluso, passando grande parte do tempo dando uma maior atenção para seu trabalho do que para seus filhos. Já Eloise mora com sua família em Londres, está acostumada a participar de grandes eventos sociais e pode ser considerada como uma pessoa bastante alegre e divertida, e bastante faladeira quando se encontra muito nervosa com algo.  
“Ria. Ria alto, e sempre. E quando as circunstâncias pedirem silêncio, transforme a sua gargalhada em um sorriso.”
Apesar de algumas diferenças existentes, Eloise está disposta a conhecer o homem que se esconde por trás da máscara de indiferença e cordialidade, o que pode ser uma tarefa um pouco complicada devido aos filhos de Phillip que são verdadeiros pestinhas que sempre arrumavam um modo de aprontar com Eloise. E também há o fato de que inicialmente Phillip parece estar muito empenhado na busca de uma esposa para poder cuidar de seus filhos, mas é preciso apenas de uma questão de tempo para ele passar a olhar Eloise com outros olhos, contudo devido a alguns acontecimentos do passado fica complicado para que ele tome uma atitude e assuma seus sentimentos.

E é claro que para isso não poderia faltar uma mãozinha extra de alguns dos irmãos Bridgerton para isso.
"Eloise estava feliz por vê-los ir embora. Amava os irmãos, mas, sinceramente, lidar com os quatro ao mesmo tempo era mais do que se deveria esperar que qualquer mulher aguentasse."
 De uma forma geral a história é bem escrita e esse é um romance digno de se ter na estante para as pessoas que são fãs desse gênero, como sempre Julia Quinn não deixou nada a desejar. A única coisa que me deixou um pouco desanimada foi o final previsível do livro, assim como nos anteriores, e também senti falta das colunas da Lady Whistledown (ela escrevia em um jornal sobre as novidades da alta sociedade, e cada capítulo começava com uma nota dela), que eram bastante divertidas.

E para quem tiver interesse aqui estão os outros volumes da série que já lançaram aqui no Brasil:

  1. O Duque e Eu
  2. O Visconde Que Me Amava
  3. Um Perfeito Cavalheiro 
  4. Os Segredos de Colin Bridgerton
  5. Para Sir Phillip, Com Amor
  6. O Conde Enfeitiçado 


2 Comentários

  1. Ain estava precisando comprar novos livro nesse 2016, e esse sem duvida sera o primeiro da lista. Amei. Beijos! <3
    www.atrasdpenteadeira.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico feliz que essa minha resenha tenha te ajudado em algo! E pode comprar sem medo, os livros da Julian Quinn são muito bons você não vai se arrepender!
      Bjs e volte sempre aqui no blog!

      Excluir