Título: Procura-se um Marido
Autor(a): Carina Rissi
Editora: Verus Editora
Número de páginas: 476
Classificação: 5/5

Admito que nunca fui uma grande fã de livros nacionais e quando a minha amiga me falou do livro resolvi deixar o meu preconceito de lado para o ler, fiquei insegura no início sem saber o que eu poderia esperar, mas para o meu contentamento o livro "Procura-se um Marido", da Carina Rissi não me desapontou em nenhum momento. Muito pelo contrário, acabou superando as minhas expectativas. A leitura foi tão envolvente que eu acabei o livro em menos de um dia.

"Alicia sabe curtir a vida, Já viajou o mundo, é inconsequente, adora uma balada e é louca pelo avô, um rico empresário, dono de um patrimônio incalculável e sua única família. Após a morte do avô, ela vê sua vida ruir com a abertura do testamento. Vô Narciso a excluiu da herança, alegando que a neta não tem maturidade suficiente para assumir seu império — a não ser, é claro, que esteja devidamente casada. Alicia se recusa a casar, está muito bem solteira e assim pretende permanecer. Então, decide burlar o testamento com um plano maluco e audacioso, colocando um anúncio no jornal em busca de um marido de aluguel. Diversos candidatos respondem ao anúncio, mas apenas um deles será capaz de fazer o coração de Alicia bater mais rápido, transformando sua vida e maneiras que ela jamais imaginou. Cheio de aventura, paixão e emoções intensas, Procura-se um marido vai fisgar você até a última linha."

Alicia Moraes de Bragança Lima, ou Lili para os mais íntimos, é uma jovem de 24 anos que pode ser considerada como uma garota problema. Seus pais morreram quando ela era pequena, e desde então ela passou a ser criada por seu avô Narciso, um empresário muito rico que acabou mimando a neta ao longo de sua vida sempre lhe dando um amor incondicional, e a livrando dos problemas em que ela se metia.

Mas com a morte repentina de vô Narciso a vida de Alicia acaba virando de cabeça para baixo, o testamento de seu avô deixou bem claro que ela só colocaria as mãos na herança quando estivesse devidamente casada, por um período de um ano. Desse modo, Alicia perde sua casa, carro e mesada. E ainda teve que engolir a mudança de Clóvis (o advogado de seu avô) junto de sua esposa Telma para sua antiga casa, era como se estranhos estivessem a invadido. Ela se vê obrigada a pedir ajuda para sua melhor amiga, a Mari, e juntas elas decidem colocar um anúncio um tanto peculiar no jornal.

Vários candidatos responderam o anúncio de Alicia interessados no posto de marido de aluguel para que ela conseguisse a sua parte da herança, nenhum parece bom o bastante até que Maximus "Max" Cassani responde o seu anúncio. Contudo, ao mesmo tempo que isso pode ser a solução para a Alicia, também pode ser um problema.
"Eu o observei por um longo tempo. Max era aquele tipo de homem que fazia uma garota — não a mim, claro — suspirar por semanas só porque ele disse oi. E era bem normal. Eu já o conhecia um pouco, sabia que ele não era dado a esquisitices nem nada. O problema era que Max era insuportavelmente arrogante, orgulhoso e muito chato. Não que eu tivesse cogitando a hipótese de torná-lo meu marido, claro que não. Mas, ainda sim, eu não entendia por que ele não tentava encontrar uma esposa da maneira tradicional. Seria fácil demais alguma garota desavisada cair nos encantos daqueles olhos sedutores e um tanto agressivos. Contudo, ali estava ele, tentando encontrar uma esposa de aluguel. Só poderia haver um motivo."
Juntos Alicia e Max resolvem colocar em pratica esse plano de marido e esposa de aluguel, mesmo estando cientes das consequências que teriam caso fossem desmascarados e para que isso não aconteça ambos precisam fingir que estão apaixonados. A medida que vão convencendo as pessoas que são dois jovens extremamente apaixonados, Alicia comete o erro terrível de se apaixonar por seu marido. Além de enfrentar uma escolha entre o amor e o dinheiro, Alicia vai ter que provar para Max que ela pode sim ser a esposa ideal para ele.
"Queria poder lhe dar a segurança que ele me dava. Esperava poder retribuir todas as mínimas coisas que ele fazia por mim desde que tínhamos nos conhecido. Ansiava por fazer com ele sentisse as coisas maravilhosas que despertava em mim toda vez que me olhava ou sorria. E, ah, eu desejava tocá-lo. Desesperadamente. Desejava correr as mãos por seu peito, sentir seu coração batendo acelerado sob minha palma, ouvir meu nome em seus lábios. Desejava-o de muitas maneiras. De todas as maneiras...Oh, Deus! Mari estava certa!Eu o amava! Desesperadamente! Estava completamente apaixonada por meu marido."
Eu me arrependo por ter demorado tanto por  resolver ler "Procura-se um Marido", e agradeço a minha amiga por ter falado tanto na minha cabeça sobre esse livro maravilhoso. A história é envolvente fazendo com que o leitor demore a largar o livro para fazer algo, é romântica e engraçada; seus personagens apaixonantes.




19 Comentários

  1. Adorei a resenha, adoro histórias com um cunho romântico assim. Com certeza vou lê-lo, até gosto bastante de livros nacionais.
    Amei o blog e já retribui como seguidora :)
    Beijos, http://leiturasemfrescuras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Depois procure ler "Perdida" que é dessa mesma autora, e em breve vai lançar "Encontrada" que é a continuação. Os livros da Carina são uns amores, você vai adorar!

      Excluir
  2. Adorei a resenha, você explica exatamente o que tem no livro e ainda, com muitos detalhes, sua resenha está muito bem trabalhada, está de parabéns. Adorei o livro, faz meu tipo de livro por eu curti esses tipos de livros de romance. Parabéns pelo blog!
    Beijos :D

    Jackson - http://tronodelivro.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, eu gosto de escrever resenhas com muitos detalhes para deixar o leitor interessado no livro, na tentativa de estimular ele a ler. E já que você gostou do livro, depois vale à pena ler ele e os outros que a Carina Rissi já escreveu.

      Excluir
  3. Você me convenceu!!!! A resenha está tão boa que me incentivou a ler o livro. Vou aproveitar a proximidade do exemplar que se encontra na estante do seu quarto, a poucos metros do meu quarto e vou me entregar a leitura... Bjo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pode pegar o livro a qualquer momento, leia e depois me conte o que você achou. Te garanto que você não vai querer tacar ele pela janela, como você quase fez com "Querido John", do Nicholas Spark.

      Excluir
    2. Não estou lembrando desse fato. Acho que até gostei do livro. Pelo que eu me lembro só não gostei do livro "Louco aos poucos" que tem uma estória tão louca quanto a vaca louca.kkkkk.bjo

      Excluir
    3. Eu me lembro perfeitamente disso, a gente estava na fazenda quando você terminou o livro e ficou tentada a jogar ele pela janela já que o final não foi o que você esperava. "Louco aos poucos" é brilhante, ele leva o leitor a se questionar sobre a vida e a morte. E a história do livro é louca porque são alucinações do Cameron.

      Excluir
  4. Ainda não li esse livro, mas agora estou com vontade, sem contar que preciso ler mais nacionais contemporâneos.

    http://codinomelizz.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sou um pouco suspeita para falar sobre os livros da Carina, mas eu já indiquei alguns para as minhas amigas e elas gostaram.

      Excluir
  5. Caramba, minha lista de nacionais acabou de aumentar mais um pouco!! Adorei sua resenha, me deu muita vontade de ler este livro. Já tinha escutado falar, mas nunca nem cheguei a ver sobre o que exatamente era, apenas tinha achado a capa interessante. Agora, com certeza, tentarei ler... haha
    http://mylittlemetaphor.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Antes de resolver comprar o livro eu já tinha visto ele diversas vezes na livraria, mas sempre ficava insegura ao comprar. De tanto a minha amiga falar desse livro para mim eu resolvi deixar a minha insegurança de lado e acabei comprando, como eu disse na resenha "Procura-se um marido" o livro surpreendeu todas as minhas expectativas, apenas me arrependo de ter demorado tanto para ler ele.
      Se você ler o livro não deixe de me contar o que achou dele.
      E obrigada.

      Excluir
  6. Que bom que você leu, eu sou fan dos nacionais, tenho muitos na estante e estou sempre lendo algum.Esse livro esta na minha listinha de desejados, espero ler em breve.
    Amei sua resenha.
    bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Assim que você ler o livro me conte o que você achou dele, ok?
      E obrigada pelo elogio!

      Excluir
  7. Bela resenha! Me deu até vontade ler o livro <3
    Você escreve super <3 seguindo!
    http://staffbooks.blogspot.com.br/2014/08/a-parte-reflexao-em-uma-tirinha.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada pelo elogio, a sensação de ver que alguém gosta do trabalho que você faz é muito boa e é o que me motiva a continuar escrevendo!
      Se você ler o livro não deixe de falar comigo o que achou dele, e estou seguindo o seu blog também!

      Excluir
  8. Oiii!!! Seguindo seu blog. Nossa. Adorei a resenha. Eu amoooo nacionais. Tenho um blog só par eles S2; devoro tds, hehehe. Mas não conhecia esse ainda. vou adicionar na minha lista de desejos.
    Beijos
    http://profissao-escritor.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Eu nunca fui muito fã dos nacionais, e depois de conhecer os livros da Carina eu resolvi ler mais livros de escritores brasileiros e a sensação está sendo ótima!
    E obrigada por seguir, seja bem-vinda ao meu blog :)

    ResponderExcluir
  10. Eu amei esse livro! Ri muito com o casal principal mas, muitas vezes, quis bater nos dois por serem tão teimosos!!!
    Parabéns pela resenha! Gostei bastante!!!!!!
    Ah....e abra mais espaço na sua lista para os nacionais, pois eles estão vindo com uma força incrível!
    Beijos da Alê ( Obrigada pela visita no meu blog).
    http://thebestwordsbr.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir