Imagem do We Heart It
Bem me quer, mal me quer.

Quando mais nova essas palavras faziam parte de uma brincadeira de criança, em que pegávamos uma flor e tirávamos suas pétalas repetindo essas palavras, enquanto pensávamos naquela pessoa especial e ao mesmo tempo torcíamos para que acabasse com o "bem me quer". Nessa época não existia nenhum tipo de maldade por trás dessas palavras, se tratava apenas de uma brincadeira de criança, algo cheio de esperança e muita ingenuidade. Mas, agora, consigo perceber o quão poderosa essa expressão é.

Não se trata apenas de uma brincadeirinha de criança, e mais, é um ensinamento que devemos levar para o restante de nossa vida. Recentemente, consegui perceber através da ajuda de alguns amigos e familiares que não adianta forçar um relacionamento que desde o começo está fadado a dar errado. Mesmo que ambas as partes se gostem é preciso de muito mais para que algo dê certo, é preciso muito mais do que palavras fofas e elogios gentis, é preciso mais do que as pequenas migalhas que são oferecidas. Antes de tudo, é preciso atitude! Também é necessário ter amor próprio por si mesmo, para se perceber até que ponto é saudável acreditar e esperar e a partir dai se desapegar.   

De nada adianta ficar correndo atrás de alguém ou ficar insistindo em algo que não está dando certo, que até agora lhe rendeu muitas lagrimas e sofrimento. Não adianta nada, isso apenas prolonga ainda mais toda a tristeza e angustia. Contudo, faz parte da natureza humana continuar mantendo a esperança mesmo quando foram dados todos os sinais de que algo não está bem, É por causa desta esperança que continuamos acreditando que esse relacionamento vai acabar dando certo em algum momento, é por essa esperança que continuamos alimentando nossos sonhos e nos apegando a cada palavras e promessas que sempre são ditas, é por essa esperança que muitas vezes acabamos idealizando uma pessoa que na realidade não existe e um relacionamento utópico, que não sobreviveria à realidade.

É preciso reconhecer a hora em que você deve parar de correr atrás e desapegar, pois mesmo quando fazemos o possível e o impossível para um relacionamento funcionar nem tudo dependo somente de nós mesmos. É preciso parar de dar chances para alguém que não mostrou nenhuma mudança, apenas fica falando que vai fazer diferente só que nunca faz. É preciso olhar para nós mesmos e dizer "Chega, eu não quero mais isso para a minha vida!", e repetir essa frase até ficar claro que estamos optando por nossa felicidade ao dar um basta nessa relação carregada de sentimentos negativos.

Mesmo que seja difícil terminar um relacionamento (na verdade, acho que nem tinha começado nenhum relacionamento, só promessas...) às vezes, essa é a melhor alternativa a se fazer. Se afastar e aos poucos ir cortando da sua vida aquela pessoa que já não te faz tão bem assim como já fez no passado, e apesar de muitas vezes isso parecer um ato de uma pessoa sem coração que não liga para o sentimento do próximo, na verdade, é uma ação de sobrevivência desesperada para se libertar de alguém que não faz bem para sua vida. É a ação de uma pessoa desiludida que está tentando se reerguer e sair do buraco profundo em que caiu. É a ação de uma pessoa que está querendo ser feliz novamente, que já atingiu a sua cota de sofrimento e não aguenta mais.  


2 Comentários

  1. Sábias palavras! Agora vc se superou! O bom de tudo isso é abrir espaço pra novas experiências boas e saudaveis e como vcs mesmo dizem, deixar fluir uma vibe bem melhor, desencucada, leve e sem dramas, como deve ser e pode crer que a vida assim é bem melhor. Vai por mim...Te amo!

    ResponderExcluir
  2. Gostei. Vim pensando no meu caminho pro trabalho exatamente isso.o comportamento humano nos faz caminhar por trilhas que a gente sabe mas não reage, ou muitas vezes nem tem conhecimento real.Pra dar leveza no dia a dia, montei um blog bem legal. Me diz o que vc achou das matérias? Tá em nanimoreira.wordpress.com.
    Lá também viu falar de comportamento... Engrossa lá o nosso caldo rs

    ResponderExcluir